Passear pela Rambla é um programa imperdível na capital Uruguaia. (Foto: Sabina Fuhr)

Textos e Fotos: Sabina Fuhr

A capital do Uruguai tem ares europeus e um clima tranquilo de interior. Tem Centro Histórico com casarões coloniais, praças e parques. Tem orgulho como poucos de sua história e heróis. Tem um deslumbrante pôr do sol. Tem ruas repletas de árvores. Tem uma rambla charmosa que contorna toda a cidade. Tem o Rio da Prata formando belas praias por toda a costa. Tem inúmeros restaurantes que veneram cortes de carnes. Tem ótimos tanats e o melhor doce de leite do mundo. Resumindo: Montevidéu tem o meu coração!

O letreiro fica no bairro de Pocitos, na Rambla República del Peru. (Foto: Sabina Fuhr)

Foram 5 dias conhecendo lugares e pessoas que só de lembrar dão saudade. Confira as dicas de passeios e, claro, de onde comer e beber bem.

Passear pela Ciudad Vieja (Cidade Velha) é uma boa maneira de conhecer a história de Montevidéu. Suas ruas estão repletas de prédios antigos, praças e monumentos históricos. Também abriga restaurantes, feiras de artesanato, livrarias e antiquários. Comece pela Puerta de La Ciudadela, marco zero do histórico, que separa a Praça da Independência e a rua de pedestres Sarandí.

A Praça da Independência merece sua atenção. Sede natural de atos públicos oficiais, também comporta um mausoléu com os restos mortais do General José Gervasio Artigas, além de um monumento equestre de 17 metros de altura e 30 toneladas em homenagem ao herói nacional da independência.

Na esquina com a Avenida 18 de Julio, principal artéria da cidade, está o emblemático Palácio Salvo, de 1925, cartão-postal de Montevidéu.

Ali perto, na Avenida Reconquista, outro ponto de referência é o Teatro Solís, de 1856, que mantém variada agenda com espetáculos de música, teatro e dança.

Na Ciudad Vieja você também pode visitar a Antiga residência do comerciante António Montero, o Museu Romântico recria ambientes que representam as condições do “el patriciado” (classe uruguaia dominante no século XIX) e apresenta itens, como pinturas, vestimentas e móveis.

Fazer nem que seja uma refeição no Mercado Del Puerto é uma rica experiência. Não é um mercado nos moldes tradicionais com venda de frutas e verduras, mas um importante centro gastronômico, que tem como carro-chefe a parrillada, prato com variadas carnes assadas na parrilla, churrasqueira à base de lenha. Nos arredores, ocorrem feiras de artesanato.

Outro programa obrigatório é um passeio seja de bicicleta ou mesmo a pé na Rambla, a avenida costeira que tem vista para o Rio da Prata. Se for ao entardecer o espetáculo do sol se pondo proporcionará momentos de rara beleza.

Endereços onde se come muito bem

De todos os restaurantes que visitamos destacamos seis endereços deliciosos.

O recomendadíssimo Restaurant Francis

Francis, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

Pausa para um doce no Alfajores Del Uruguay Café

Alfajores Del Uruguay Café, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

O cardápio cheio de frescor do Sucrê Salé

Sucrê Salé, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

El Palenque no Mercado Del Puerto

El Palenque, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

La Commedia Trattoria e os jantares sensitivos

La Commedia Trattoria, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

O autêntico Restaurant Tandory

Restaurant Tandory, Montevidéu. (Foto: Sabina Fuhr)

* VEJA MAIS

Uruguai: Que sorte a nossa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here