Pirão de Cambira

Farinha e um caldo quente. Dessa combinação aparentemente simples aparece um prato delicioso: o Pirão. Em Barra Velha (SC), a comida é tradição deixada pelos colonizadores açorianos. “Eles trouxeram a experiência no refino da farinha e aliaram o conhecimento aos índios que já lidavam com a mandioca. Com isso, passaram a produzir uma farinha ainda mais fina que as comercializadas em outras regiões do Brasil. A cidade foi uma das maiores exportadoras de farinha nos séculos passados”, conta o historiador Cacá Fagundes.

A tradição de comer pirão é mantida até hoje.O prato é tão apreciado que ganhou até um evento: a Festa Nacional do Pirão, que acontece há mais de 20 anos. Aprenda a fazer o pirão “Cambira”, feito com o peixe defumado. O nome vem do cipó muito abundante nas regiões próximas ao mar e que era utilizado no século passado como suporte para o pescado quando exposto ao sol.

Ingredientes

  • 2 kg de peixe
  • 6 tomates
  • 4 colheres de óleo
  • 3 colheres de extrato de tomate
  • 3 xícaras de água
  • 1 cebola
  • 1 pimentão (a gosto)
  • Temperinhos verdes (a gosto)
  • Farinha branca fina
  • Pimenta a gosto
  • Suco de 1 limão

Modo de preparo

  1. Separe o peixe já dessalgado (para dessalgar é necessário deixar cerca de 12 horas de molho em água, trocando a água a cada duas horas, em média).
  2. Em uma panela adicione: o óleo, a cebola já picada, os tomates sem casca, o pimentão, a pimenta, o extrato de tomate, temperinhos verdes picados e água fervendo.
  3. Em seguida, adicione o peixe e tampe a panela. Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos. É necessário mexer a cada três minutos para evitar que os temperos colem no fundo.
  4. Em seguida, desligue o fogo e retire o peixe. Acrescente a farinha até atingir a consistência de pirão. Mexa bem para não empelotar. Ao fim, acrescente novamente o peixe e está pronto para servir.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here