COMPARTILHE
Depois do passeio retorno ao Terminal Náutico Turístico de Salvador. (Foto: Sabina Fuhr)

Por Sabina Fuhr – 

Um tour pelas ilhas dos Frades e Itaparica é programa mais que certeiro a se fazer na Bahia. Os dois destinos são paraísos de mar calmo e translúcido, perfeitos para mergulho e apreciar belas paisagens.

Início do passeio pela Baía de Todos-os-Santos. (Foto: Sabina Fuhr)

O passeio de escuna parte do Terminal Turístico Náutico, no bairro do Comércio, em Salvadora, às 9h. A navegação é em águas tranquilas, dentro da Baía de Todos-os-Santos.

Uma das primeiras imagens da viagem é a do Forte São Marcelo, no meio da Baía de Todos-os-Santos. (Foto: Sabina Fuhr)

Ilha dos Frades

Local onde acontece o desembargue dos passageiros dos barcos na Ilha dos Frades. (Foto: Sabina Fuhr)

O primeiro destino é a Ilha dos Frades, na cidade de Madre de Deus, a 65 quilômetros de Salvador. O local é uma área de preservação ambiental, cercada pela vegetação típica da Mata Atlântica e tem praias quase desertas de águas claras e tranquilas.

+ Clássicos de Salvador 

Detalhe do artesanato com conchinhas. (Foto: Sabina Fuhr)

A principal atração é curtir as belezas naturais e saborear delícias preparadas nas barracas com peixes, lagostas e camarões.

Praia com água calma e cristalina. (Foto: Sabina Fuhr)

Infelizmente a maioria das empresas que promove passeios estipula no máximo 2 horas de parada na Ilha dos Frades. Uma lástima já que dá vontade de ficar o dia todo por lá.

No entanto, aqueles que querem dormir no local podem encontrar pequenas pousadas, que oferecem café da manhã.

É possível passar a noite na Ilha dos Frades nas pousadas existentes por lá. (Foto: Sabina Fuhr)

Além da praia a Ilha dos Frades tem outros atrativos, basta ter disposição para encarar uma escadaria de quase 200 degraus.

Quem encara os 200 graus aproveita a recompensa: uma vista deslumbrante. (Foto: Sabina Fuhr)

Lá em cima, além de uma vista de tirar o fôlego, fica uma pequena relíquia da arquitetura barroca, a igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, a padroeira do local, construída no século XVI.

Vista da Ilha dos Frades a partir do local onde fica a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe. (Foto: Sabina Fuhr)
Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe. (Foto: Sabina Fuhr)

A Fundação Baia Viva cobra uma taxa ambiental de R$ 6,00 para entrar na Ilha dos Frades.

Ao fundo avista-se a área de acesso a ilha onde tem banheiros e um espaço para aguardar as embarcações. (Foto: Sabina Fuhr)

Ilha de Itaparica

Itaparica é a maior e mais famosa das 56 ilhas da Baía de Todos-os-Santos e está distante 13 km de Salvador por via marítima.

Dividida em dois municípios – Vera Cruz e Itaparica – abriga praias protegidas pelas barreiras de corais, tem águas calmas e com poucas ondas, ambiente pacato e um rico patrimônio cultural e natural.

Belas praias convidam para o banho. (Foto: Sabina Fuhr)

A casa onde nasceu o escritor João Ubaldo Ribeiro está entre as atrações do local; assim como a casa que Vinícius de Moraes usava para veranear.

Casa de veraneio de Vinícius de Moraes ao fundo (cinza). Foto: Sabina Fuhr

Para quem acredita nos mitos da “Fonte da Bica”, conhecida também como “Fonte da Juventude”, não pode passar por Itaparica sem provar da água que sai do local.

A “Fonte da Juventude” da juventude . (Foto: Sabina Fuhr)

A ilha tem bons hotéis e restaurantes onde predominam frutos do mar e comida baiana.

Baiana vendendo acarajé na Praça do Centro Artesanal . (Foto: Sabina Fuhr)

O pôr-do-sol em Itaparica é imperdível. Mesmo quem vai ao local por meio do passeio de barco que sai da capital baiana, tem tempo de admirar o sol se pondo antes de ir embora.

A paisagem encanta pela beleza e riqueza histórica. (Foto: Sabina Fuhr)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here