Por Igor Amaral

A Vinícola Aurora é um sonho compartilhado por imigrantes que enfrentaram os mais diversos problemas quando chegaram ao Rio Grande do Sul. Com a veia colaborativa, a empresa cresceu e se tornou um dos expoentes do vinho gaúcho.

A história da cooperativa começou em 1931, quando famílias de produtores de uvas do município de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, com pouco dinheiro, mas com muita vontade de prosperar, reuniram-se para lançar a pedra fundamental da empresa. Na primeira colheita, foram contabilizados 317 mil quilos de uva. Hoje, quase 85 anos depois, a empresa processa mais 60 toneladas da fruta e tem 1.100 famílias associadas. A biografia da Aurora, desde as suas raízes, é permeada por números de sucesso. No cerne da vinícola há solidariedade entre os pares, se no início do século os imigrantes italianos se uniram para produzir com maior força e formar uma rede de ajuda mútua, hoje, não é diferente. É nesse universo, da produção em sociedade, que a Revista Sabores adentra para desmitificar as oito décadas da empresa.

Vinícola começou com a associação de 16 famílias, hoje são mais de mil (Foto:Acervo)
Vinícola começou com a associação de 16 famílias, hoje são mais de mil (Foto:Acervo)

Desembarcamos no Centro de Bento Gonçalves, local que abriga a histórica Cantina da empresa. De longe é possível ver a grande movimentação, não só de trabalhadores de vinícola, mas, principalmente, de turistas. Pioneira em abrir as portas aos visitantes, a cada ano, a Aurora recebe 150 mil pessoas em suas instalações. É uma multidão de curiosos querendo saber como são produzidos os 232 rótulos da empresa. Ao percorrer os corredores da vinícola, o visitante conhece em detalhes todas as etapas para a elaboração de um vinho. Desde as esteiras que recebem as uvas na época de colheita, até as pipas gigantes com mais de 50 anos de uso.

Boa parte das históricas pipas segue em funcionamento (Foto: Igor Amaral)
Boa parte das históricas pipas segue em funcionamento (Foto: Igor Amaral)

Não só os produtos alcoólicos que movimentam a cooperativa. A linha de produção ainda tem coolers e suco de uvas. O suco da marca Casa de Bento, produzido pela vinícola, é um dos mais vendidos da empresa. Do total de uvas processadas, 60% viram suco.

IMG_1377
Empresa produz mais 200 rótulos (Foto: Igor Amaral)

Depois de conhecer as caves da Aurora, partimos para a melhor parte: a degustação. Fomos até a moderna e bela sala, onde os rótulos selecionáveis da empresa são apresentados aos visitantes.

Sala de degustação é uma das mais modernas do estado (Foto: Igor Amaral)
Sala de degustação é uma das mais modernas do estado (Foto: Igor Amaral)

A Revista Sabores ainda teve a oportunidade de conhecer o único vinhedo próprio da Cooperativa, em Pinto Bandeira. A recepção naquele canto de terra, que tem ares de uma colina Europeia, não podia ser melhor. Com música instrumental ao vivo e, claro, muito Aurora Moscatel. Aliás, o derivado das uvas Moscato Bianco e Giallo, é um dos grandes destaques da vinícola.

Conhecemos também o vinhedo próprio da cooperativa. (Foto: Igor Amaral)
Conhecemos também o vinhedo próprio da cooperativa. (Foto: Igor Amaral)

Visite a Aurora
A Vinícola Aurora está aberta à visitação turística todos os meses. Para maiores informações, entre em contato através do número de telefone abaixo.

Horários de visita
Segunda a sábado: das 8h15 às 17h15
Domingos: 8h30 às 11h30

Bento Gonçalves/RS
www.vinicolaaurora.com.br
Rua Olavo Bilac, 500 – Santo Antão

Fone: (54) 3455-2095 ou (54) 3455-2051

1 COMENTÁRIO

  1. Não seriam 60 milhões de quilos de fruta?
    A produção de uva ano não deve chegar a 1 milhão de toneladas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here