COMPARTILHE
Foto: Facione Biasi/Divulgação

Natural de Sananduva, no Noroeste do Rio Grande do Sul, ele se mudou para a Serra Gaúcha aos 17 anos e desde lá trabalha na Rede GJP Hotels & Resorts. Em 16 anos de dedicação à rede, Facione Biasi atuou em diversas áreas. Iniciou como copeiro e depois em setores da área de alimentos e bebidas: café da manhã, garçom, açougue, confeitaria, entre outros. Hoje, é Chef Executivo e comanda uma equipe com cerca de 60 colaboradores divididos nos restaurantes da rede. Aos 34 anos, ele é uma das lideranças do complexo gastronômico do melhor hotel de montanha do Brasil, o Serrano.

Quando e por que você decidiu ser cozinheiro? Além da influência da minha mãe e irmã, que são ótimas cozinheiras, minha trajetória na cozinha está intimamente ligada ao hotel Wish Serrano de Gramado/RS. As oportunidades e experiências proporcionadas pelo hotel, chefias e colegas de trabalho, fizeram com que eu me encantasse com área de alimentos e seguisse no aprimoramento e desenvolvimento neste setor.

Quais chefes te inspiraram? Chef Emínídeo Monte da Silva e chef George Nascimento.

Quais são as suas influências na gastronomia? Filho de descendentes de alemão e italiano, na culinária, tive a influência marcante das duas regiões nos meus temperos, principalmente, massas e molhos.

Qual ingrediente não pode faltar na sua cozinha? Na minha cozinha, o ingrediente que não pode faltar é o amor.

Que restaurante frequenta quando esta de folga? O que mais te chama a atenção? Gosto de tudo. Mas meus preferidos são locais que servem bons cortes de carne e da culinária japonesa.

Na cozinha, qual o principal erro que se pode cometer? Falta de interesse e má vontade no trabalho.

Para você, o que é tendência em gastronomia atualmente? Comidas leves. As pessoas estão preocupadas com a saúde. A atualidade tem buscado uma cozinha mais autêntica, porém sem perder os cuidados com o excesso de gorduras, sal e açucares.

 Uma harmonização perfeita? Carré de cordeiro, corte que abrange a costela e o lombo, com molho de vinho acompanhado de purê de batata doce gratinado com açúcar mascavo.

Quais os planos para o futuro? Tenho interesse em aprimorar conhecimento, misturar sabores de localidades diferentes.

Se você soubesse que morreria hoje, qual seria sua última refeição? Certamente apreciaria um bom restaurante de culinária japonesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here