Tuim vence o Comida di Buteco e representará Porto Alegre na disputado do melhor Buteco do Brasil

Foram 24 dias de disputa e 17 butecos participantes. Todos colocaram seus donos na cozinha para usar suas melhores receitas e temperos, e criar, cada um deles, um petisco delicioso, para agradar aos paladares dos butequeiros de Porto Alegre, levar a melhor, e depois representar a capital na eleição nacional!

botecos- participantes-comida-di-buteco

Com o petisco Lombinho a Dom Ervalho, composto por cubos de lombo suíno empanados e recheados com bacon e gorgonzola, o Tuim – tradicional boteco de Porto Alegre, conquistou o primeiro lugar no Comida di Buteco 2016, maior concurso de culinária de raiz do Brasil. Com a conquista do título, o Tuim, disputará o prêmio de melhor ‘buteco’ do país na eleição nacional, que ocorrerá no dia cinco de julho, no Rio de Janeiro.

tuim-lombinho-a-dom-ervalho

+ Confira a receita do Lombinho a Dom Ervalho aqui!

O Posta del Diablo conquistou o segundo lugar com bolinhos Posta del Diablo – bolinhos de carne de picanha à milanesa com chimichurri e molho de azeitona. Já o Porto Carioca ficou em terceiro lugar com o petico Enroladinho Carioca.

posta-del -diablo-bolinhos -posta-del-diablo

O anúncio dos vencedores foi feito durante a Saideira, realizada nesta segunda-feira, dia 6, no Bier Garten. O evento, fechado para convidados teve apresentação da banda SambaFree.

porto-carioca-enroladinho -carioca

Com tema livre, o Comida di Buteco envolveu 500 estabelecimentos, em todo o país, sendo 17 da capital gaúcha. Após 17 anos de Concurso, O Comida di Buteco passa a eleger o Melhor Buteco do Brasil. E a partir de agora, os 20 campeões concorrerão ao título de MELHOR BUTECO DO PAIS.

Sobre o Comida di Buteco

O concurso foi criado em 2000, com a missão de TRANSFORMAR VIDAS ATRAVÉS DA COZINHA DE RAIZ – BOTECO EXTENSÃO DE SUA CASA. Pioneiro nesse segmento, em 2015 conquistou todas as cinco regiões chegou ao sul do país, fincando bandeira na última região onde ainda não era realizado. Assim, desde então ele pode ser, legitimamente, chamado de nacional.

Por re-paginada Assessoria e Comunicação



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here