Marcos Livi: Resgatando a Identidade Gastronômica do Sul

Parador Hampel será palco do evento internacional FOGGO, dia 19 de janeiro, trazendo chefs estrelados a Serra Gaúcha

Quem circular pelo Parador Hampel no dia 19 de janeiro certamente ficará inebriado com a beleza do cenário, a qualidade técnica e o sabor especial conferido aos pratos preparados pelos chefs estrelados que desembarcam no Rio Grande do Sul para participar da primeira etapa da inédita Expedição Internacional FOGGO. Trata-se de um evento organizado pelo chef Marcos Livi com o objetivo de chamar a atenção dos chefs e da mídia internacional para o Brasil, enaltecendo ingredientes, diversidade e cultura local através da gastronomia, do contato com a natureza e do que o brasileiro sabe fazer melhor: receber bem.

Nove estrelas participando de um super desafio

Serão 9 grandes estrelas oriundas dos Estados Unidos, Geórgia, Rússia, Turquia, Itália e Brasil participando de um super desafio: sair do conforto e da segurança de suas cozinhas super equipadas para cozinhar em um entorno único – ao ar livre – somente com o Fogo – utilizando materiais simples como grelhas, gaiolas, panela de ferro, lenha, carvão e muita disposição.

Anfitriões do evento junto com Livi, os brasileiros Jimmy Ogro e Lucas Corazza, e o italiano Paolo Lavezzini, chef do Four Seasons Hotel São Paulo, recebem para a ação o dinamarquês Mads Refslund, atualmente nos EUA, o turco Maksut Askar, o russo Igor Grishechkin, o italiano radicado na Suíça Francesco Gasbarro, e a georgiana Tekuna Gachechiladze.

Experiência única ao redor do fogo

Cerca de 200 comensais terão a oportunidade de experienciar esta vivência única ao redor do fogo, com uma dose extra de técnica, rusticidade e muito amor e paixão pela gastronomia, ao ar livre, em contato com a natureza numa das incríveis paisagens do Rio Grande do Sul. Os convites para Expedição Internacional FOGGO podem ser adquiridos através da plataforma FoodPass já os pacotes com hospedagem pela Agência de Viagem e Turismo Luckytour.

A agenda especialmente montada para que eles conheçam e possam divulgar o que a região tem a oferecer, vai contar com oficinas técnicas e muita interação com os produtores locais.

“Acreditamos que para saborear os pratos da cozinha gaúcha é preciso mergulhar na cultura dos pampas e dos campos de cima da serra, por isso os chefs e a imprensa internacional terão a oportunidade de conhecer a produção local de alimentos, especialmente no que toca a produção de queijos, mel, charcutarias, PANC e carnes”, destaca Livi.

As oficinas ministradas pelos especialistas Cristina Zaffari Grecellé, Irany Arteche e Roberto Andrade Grecellé acontecem no sábado à noite, dia 18 de janeiro, véspera do grande A Ferro e Fogo ao ar livre.

CHEFS PARTICIPANTES
Mads Refslund, Dinamarca/EUA

Foi chef dos renomados restaurantes Noma (2 estrelas Michelin, 4 anos como primeiro na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo) e NoHo Acme e desde 2015 se dedica ao rústico Fire and Ice, em Nova York, onde busca educar os clientes – por meio de seus paladares – sobre como os alimentos simples, de baixo desperdício e de origem local podem ser deliciosos.

Maksut Askar, Turquia
 Maksut Askar
Maksut Askar, Turquia. (Foto: Divulgação)

Foi chef dos restaurantes Multi, Libitz e Sekizistanbul. Sua ligação com a gastronomia é emocional e ligada às suas raízes. Desde 2015 pilota o Neolokal, que fica dentro do Salt Galata Museum, em Istambul, aclamado entre os 50 melhores do mundo. Prêmio Le Prochet – Paris 111 The world 50 Best.

Igor Grishechkin, Rússia
Igor Grishechkin
Igor Grishechkin, Rússia. (Foto: Divulgação)

Chef do CoCoCo em São Petersburgo, Igor desenvolveu um cardápio com produtos locais e sazonais, que incluíam produtos marinhos de Murmansk, vegetais fermentados, produtos lácteos russos, cereais, carne de caça, frutas silvestres e ervas. Em pouco tempo, o restaurante CoCoCo, de propriedade do popular músico Serguei Shnurov e sua esposa Matilda, tornou-se um ícone gastronômico de São Petersburgo. 104 The World 50 Best.

Francesco Gasbarro, Itália/Suíça

Francesco é dono e head chef dos restaurantes La Bottega e Osteria della Bottega, ambos em Genebra, na Suíça. Inspirando-se em suas raízes italianas, o mestre da culinária de Florença é elogiado por agradar os paladares altos com pratos italianos modernos e redefinidos, cheios de surpresas. Com poucas dúvidas, ele ganhou a estrela Michelin apenas cinco meses após a abertura, e a irmã Osteria Della Bottega também foi mencionada na seção Bib Gourmand do mesmo guia coberto de vermelho.

Tekuna Gachechiladze, Georgia

Madrinha da revolução culinária da Geórgia, é a cozinheira que, na última década, tentou melhorar a culinária tradicional de seu país. Uma tradição com sabores surpreendentes. No Café Littera, em Tbilisi, está tratando de despertar o grande vulcão adormecido, construindo algo significativo para seu país. Seu trabalho se baseia em uma missão dupla: recuperar receitas das inúmeras tradições que perdemos e importar ingredientes que não são mais usados, incluindo alcachofras simples, alho selvagem ou cogumelos.

Jimmy Ogro, Brasil
Jimmy Ogro
Jimmy Ogro, Brasil. (Foto: Divulgação)

Nascido em Houston, nos EUA, Jimmy McManis começou cedo na gastronomia fazendo cursos ainda na adolescência. Hoje, à frente do Ogrostronomia, Burgertopia e do projeto social REaPROVE, Jimmy Ogro, como é conhecido por seus fãs, faz questão de levar por onde passa sua influência texana, ambiente tradicionalmente conhecido pelos hambúrgueres e pelo tempero barbecue. Como apresentador do quadro de culinária de rua do Programa Mais Você, da Ana Maria Braga, na TV Globo, Jimmy McManis viaja pelo Brasil procurando receitas e ingredientes típicos para desconstruí-las e apresentá-las de novas maneiras.

Lucas Corazza, Brasil

Apaixonado pelo chocolate de origem do Brasil, o chef e confeiteiro Lucas Corazza não se cansa de viajar pelo mundo aplicando suas receitas, buscando novas técnicas, ingredientes e conhecendo grandes chefs. É considerado um dos mais renomados chefs patissier do Brasil da atualidade. Não à toa, tornou-se um dos jurados mais queridos da televisão mostrando toda sua autenticidade no programa Que Seja Doce, no canal GNT, que segue para a quinta temporada. Lucas passou por cozinhas de grandes chefs como Mara Mello, Henri Schaëfer, Bel Coelho e Alex Atala, com os quais aprendeu a valorizar e extrair o melhor do ingrediente. Para expandir suas técnicas da pâtisserie, o chef se especializou em confeitaria na França, na ENSP (Ecole Nationale Supérieure de la Pâtisserie), na Ecole Bellouet Conseil e, recentemente, participou de workshops ministrado pela chocolatier referência mundial, Melissa Coppel, nos Estados Unidos.

Paolo Lavezzini, Brasil / Itália

Nascido na região costeira da Emilia-Romagna, tradicional rota gourmet da Itália, Paolo começou a carreira em um hotel no litoral da Toscana, ainda na Itália. Em seguida, foi a Paris, onde trabalhou ao lado de equipes de destaque em dois hotéis da cidade. De volta à Itália, mas desta vez em Florença, trabalhou ao lado do chef Riccardo Monco e fez parte da equipe premiada com três estrelas Michelin. A passagem por Florença também foi marcante para Lavezzini já que ele pode acompanhar a inauguração do Four Seasons Hotel Firenze. Antes de chegar a São Paulo, Lavezzini passou seis anos no Rio de Janeiro, como chef executivo em um hotel de luxo com vista para o mar. Desde que mudou para o Brasil, ele se dedicou a viajar pelo país e experimentar os ingredientes locais e os pratos tradicionais das diversas regiões.

Marcos Livi, Brasil

Grande divulgador do Brasil, apaixonado pelo fogo e pelo compartilhamento, Marcos Livi é um ícone da gastronomia brasileira conhecido por propagar a cultura da cozinha do Sul do país. A sua maneira despretensiosa e criativa de cozinhar se destaca pela atenção que dá ao produtor e à experiência do cliente. Considerado o homem do fogo, é proprietário do Parador Hampel – uma centenária hospedagem localizada em sua terra natal – e de três diferentes frentes no Mercado de Pinheiros: o box Bioma Pampa, a premiada pizzaria Napoli Centrale, e a Hamburgueria C6. Também pilota os bares Verissimo (cozinha espanhola) e Quintana (cozinha do sul) em São Paulo, unindo literatura e gastronomia, além das Casas Padoca do Brique e Distrito Urbano.

PACOTES DE HOSPEDAGEM SEM PASSAGEM
Pacote A
  • 1 noite + ingresso para o evento + traslados regulares (hotel – evento – hotel)
  • Duplo valor total para 2 pessoas: a partir de R$ 1.270,00 – Pousada Cavalinho Branco
  • Individual: a partir de R$ 870,00 (pousada cavalinho Branco)
Pacote B
  • 2 noites + ingresso para o evento + traslados regulares (hotel – evento – hotel) a partir de R$ 1.900,00 Apto luxo cama queen – pousada Village da Serra e R$ 3.350,00 cabana standard – Pousada do Engenho.

Convites para o A Ferro e Fogo do dia 19 de janeiro a partir de R$ 300

https://foodpass.com.br/evento/foggo-2020-parador-hampel-rs

SERVIÇO

Já segue o nosso Instagram? Então clique aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here