Por Élen Guimarães –

11075278_793882670701665_252146438_n
Grandes nomes da música podem ser encontrados nas paredes do Pubis. (Foto: Élen Guimarães)

A minha estreia no Caçador de Sabores não poderia ser em outro lugar que não o Pubis. Depois de mais de dois anos e meio frequentando o bar, já cumprimento a equipe como bons amigos. Depois de muitas histórias compartilhadas com os “pubianos”, o bar se tornou praticamente a minha segunda casa. E, com certeza, a que me ensinou a apreciar e dançar um bom samba.

A casa é uma relíquia da década de 1840, restaurada e reformada durante dois anos, para então se tornar um dos bares mais legais da cidade. Samba, blues, jazz, rock e folk fazem parte da trilha sonora, diversidade que abre espaço para bandas de diferentes estilos mostrarem talento no palco.  O proprietário do pub, Rafael Roos,  faz questão de também abrir o bar para festas temáticas, como a Afrosoul e outras que mostrem o melhor da cultura brasileira.

No primeiro andar do Pubis, é onde  a banda da noite se apresenta e o local em que fica um dos balcões. Quatorze torneiras de chope artesanal e variedades da famosa cachacinha brasileira, tudo de fornecedores da região, também são o diferencial da casa. A carta de drinques é excelente, fica a dica da caipirinha preparada com cachaça de gengibre.

bar2
Bar interno, onde pedimos a famosa cachacinha! (Foto: Élen Guimarães)

No segundo piso, sofás (os mais confortáveis), poltronas e mesas grandes. O espaço é indicado para quem quer evitar um pouco o tumulto do palco ou então jantar.  Além da casa principal, ainda há o bar da rua, com mais opções de chopes, e um deck, ideal para curtir um happy hour.

Na última quarta-feira, estive lá para experimentar as melhores combinações de música, cerveja, petiscos e boa conversa.  Se você ainda não conhece o pub, recomendo as noites de quarta e quinta-feira, pois o ambiente é mais calmo.

Na hora de pedir o meu prato, a indicação do chef Leo Krammes foi a famosa Bruschetta Molhadinha, feita com baguete italiano assado no forno, recheado de tomate concassé, azeite extra virgem, especiarias e manjericão (colhido na horta do bar).

prato_2
(Foto: Élen Guimarães)

Para acompanhar a dica é a Viena Lager, cerveja de baixa fermentação, cor clara e sabor mais adocicado.

11079249_793864647370134_2122208133_n
As bruschettas já são levemente picantes, mas vale a pena provar o molho de pimenta. (Foto: Élen Guimarães)

Como já sou da casa, nada mais digno do que ter as minhas cervejas favoritas, assim como os pratos. Então um viva à sobremesa e às cervejas amargas! Para quebrar um pouco do sabor doce do Petit Gateau, a dica é uma Stout.  A ganashe de chocolate meio-amargo e o sorvete de creme, quando combinados com o amargor de café do chope, transformam-se na melhor combinação da casa.

11076466_793871320702800_276795019_o
(Foto: Élen Guimarães)

Para quem nunca provou a Stout da casa, ela também conta com notas de cacau. É uma cerveja maltada e de estilo inglês. Ou seja, ótima. A casa ainda oferece um cardápio com diversos pratos deliciosos, como o Filet au Gorgonzola, Entrevero, Frango Grelhado e Churros (Sim, churros! <3 ).

11073026_793907497365849_1727324950_n
Cerveja Stout (Foto: Élen Guimarães)

Para acompanhar todas essas delícias, a playlist da noite estava repleta de clássicos da música brasileira. A favorita da noite foi um cover da música dos Tincoãs, “Deixa a Gira Girar”, interpretada pela banda Bixiga 70.   Agora, espero você lá, para curtir uma noite com boa música e pratos deliciosos!

Novo Hamburgo/RS
Av. Dr. Maurício Cardoso, 112
Fone: (51) 9102-1010

 www.facebook.com/pubis.bar.nh



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here