David Hertz, fundador da Gastromotiva está entre os dez finalistas do prêmio (Foto:Angelo DalBo)

O chef curitibano David Hertz foi selecionado, pelo segundo ano consecutivo um dos 10 finalistas do Prêmio Basco de Culinária! Este ano foram 230 nomeações (25% a mais do que a última edição) de chefs transformadores que, além de suas cozinhas, estão também à frente de projetos sociais. A escolha do ganhador, eleito por um júri de especialistas, presidido pelo chef espanhol Joan Roca, será anunciada no dia 18 de julho, no México.

“Fico muito honrado e feliz por ver o Movimento da Gastronomia Social, pelo qual trabalhamos há tanto tempo, alçar voos como este – de um prêmio exclusivo para apontar e mostrar ao mundo iniciativas que assim como a da Gastromotiva, acreditam e trabalham pelo poder de transformação da comida”, comentou David assim que soube da notícia!

O prêmio, promovido pelo Governo Basco e pelo Centro de Culinária Basca busca identificar por todo mundo chefs com iniciativas transformadoras que demonstrem que a gastronomia pode se converter em uma força transformadora unida à inovação, educação, desenvolvimento socioeconômico, saúde e bem estar. Importante ressaltar que Hertz é o único brasileiro na final deste prêmio.

Os outros 09 finalistas são: José Andrés – espanhol nos EUA, Daniel Petterson-Roy Choi – EUA, Ebru Baybara Demir – Turquia, Leonor Espinosa – Colômbia, Melinda McRostie – Grécia e Austrália, Niko Romito – Itália, Ricardo Muñoz Zurita – México

Mais informações em: basqueculinaryworldprize.com

Sobre a Gastromotiva:

Gastromotiva é OSCIP que utiliza o poder transformador dos alimentos e da gastronomia para promover um crescimento inclusivo e de integração social.

Através da formação na cozinha profissional, educação alimentar nutricional e sustentável, programas de incubação de negócios e da exclusiva criação de oportunidades, a Gastromotiva fortalece e inspira comunidades socialmente vulneráveis e menos privilegiadas, como os jovens de famílias de baixa renda, os imigrantes, os prisioneiros na América Latina e os conecta às nossas cadeias de valor alimentar, ao preencher uma importante lacuna de competências na região.

A OSCIP apoia e estimula o desenvolvimento de um movimento social gastronômico, através da colaboração com chefs e restaurantes, pelo governo e líderes empresariais. Ao mesmo tempo em que encoraja e envolve o mercado hoteleiro, governos e indústria alimentar para se tornar mais inclusivo e socialmente responsável para assegurar a sustentabilidade do nosso sistema alimentar e saúde.

Por pg1 Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here