Especialista da microcervejaria Ashby fala sobre a diferença entre o chope e a cerveja, a função do colarinho e a ressaca 

Para quem gosta de chope não é necessário ser especialista em maltes, lúpulos e leveduras para se apaixonar por este mundo. Com os milhares de apreciadores também surgem os mitos sobre a bebida. Para desmistificar alguns pontos, Scott Ashby, da microcervejaria Ashby, de Amparo, interior de São Paulo, elencou os principais. Confira:

 – Verdade: Chope e cerveja é a mesma bebida?

Sim, é a mesma bebida. A diferença é que a cerveja passa por um tratamento térmico para aumentar o prazo de validade do produto. Já o chope, que é não pasteurizado, tende a ser mais fresco e com um prazo de validade mais reduzido.

Verdade: O colarinho tem função?

Tem gente que não faz questão do colarinho. A espuma, que forma no copo ao servir o chope ou cerveja, é natural do produto e dá a condição de sentirmos os aromas produzidos pelos maltes e lúpulos utilizados no processo. Tradicionalmente, são deixados dois dedos de espuma no copo.

 – Mito: O chope dá mais ressaca, se comparado às outras bebidas

O chope não é o vilão da história. Na verdade, o álcool é o responsável pelos sintomas indesejados no dia seguinte, sem contar com a comilança de acompanhamentos nem sempre “lights”. Uma sugestão importante, além do consumo moderado, é intercalar um copo de chope com um copo de água.

 – Mito. Quem bebe chope não tem um estilo de vida balanceado

Completamente mito. Assim como o vinho, o chope é feito de ingredientes naturais que contém vitaminas, minerais, além de ser rica em antioxidantes, sendo benéfico para o ser humano. Mas atenção, é preciso consumir com moderação.

Sobre a Ashby

Foi no ano de 1993 que Scott Ashby, americano que chegou ao Brasil em 1992, decidiu montar, na cidade Amparo, SP, a primeira Micro Cervejaria do Brasil, a fim de trazer ao país o conceito de cervejas especiais dos EUA. Scott, Doutor em Física, apaixonado por cervejas, ingressou no curso de Mestre Cervejeiro na Universidade da Califórnia no ano de 1990 e, logo em seguida começou a trabalhar na cervejaria americana Wasatch, onde permaneceu por dois anos. Antes disso, Scott já era homebrewer e produzia cervejas para seus amigos, que rapidamente consumiam toda a produção caseira.

E a diferenciação da empresa já começou quando pensou em montar uma fábrica na cidade de Amparo, SP, circuito das Águas Paulistas. Como essas bebidas são compostas por 90% de água, a qualidade desta na fabricação é extremamente relevante. Por isso, a Ashby, escolheu estrategicamente o melhor lugar para suas instalações. As águas de Amparo, além de conservar a pureza que brota da terra, têm um equilíbrio excelente entre sais e minerais tornando-a perfeita para a fabricação de chopes e cervejas de qualidade ímpar.

Foi graças à Ashby que o cenário do mercado nacional começou a experimentar um novo conceito de cervejas diferenciadas, o que antes era privilégio para poucos. Para mais informações, acesse: www.ashby.com.br.

Por Notícia Expressa



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here