Em clima de festa, com direito a pisa e colheita simbólica, foi aberta oficialmente a Vindima 2015, no final da tarde desta quinta-feira (15), no distrito de São Pedro, em Bento Gonçalves. O evento, que marca o início da colheita da uva no Estado do Rio Grande do Sul, contou com a presença do governador José Ivo Sartori e dos secretários da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Ernani Polo, e do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcísio Minetto, além de prefeitos da região e representantes de entidades setoriais. A secretária adjunta de Turismo, Gabriela Markus, viticultores, cooperativas, industriais e enólogos também prestigiaram a abertura da safra.

Na propriedade da família Strapazzon, Sartori resgatou a saga de imigrantes que chegaram à região há mais de um século e, mesmo com muitas dificuldades, iniciaram de forma rudimentar o plantio de videiras. Sartori fez uma analogia com as dificuldades financeiras que o estado atravessa há décadas e que é preciso o esforço de todos para recuperá-lo. “Assim como os colonos, o nosso estado também terá que realizar um plantio morro acima, enfrentar o mar revolto, para colher bons frutos e elaborar excelentes vinhos”, comparou. O governador garantiu que o apoio ao setor vitivinicola terá continuidade em sua gestão e que as portas estão sempre abertas para o diálogo.

O presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Moacir Mazzarollo, agradeceu a atenção que o novo governo tem dado ao setor vitivinícola e afirmou que o vinho brasileiro ainda tem muito a conquistar. “Precisamos que continue o apoio a este segmento que gera emprego e renda e que está enraizado na cultura de todo o estado”, disse. Mazzarollo também expôs um pleito de toda a cadeia produtiva para que o governo estadual  aumente o repasse do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura do RS (Fundovitis), que hoje é de 50%, ao Ibravin. “Cerca de 20 mil famílias dependem de ações que são desenvolvidas de forma conjunta pela instituição. Precisamos cada vez mais de recursos para promoção do vinho brasileiro, acessar novos mercados e dar mais visibilidade aos nossos produtos”, completou.

O titular da Seapa, Ernani Polo, exaltou a parceria com a SDR nos primeiros dias da nova gestão, com o objetivo de fortalecer a agricultura no RS. “Os objetivos são os mesmos, e o trabalho deve ser integrado para alcançarmos o resultado esperado, que é aumento de produção, maior valorização do produtor e maior agregação de valor aos nossos produtos”.

No evento, também foi aberta a sexta edição do Bento em Vindima, que marca o início de uma programação especial em Bento Gonçalves, voltada ao enoturismo, gastronomia e turismo cultural na capital brasileira do vinho. O prefeito Guilherme Pasin afirmou que a Vindima é a recompensa pelo trabalho de todo o ano e destacou o empreendedorismo aliado ao turismo rural, que tem atraído cada vez mais público à região.
A diminuição de períodos de frio mais intenso resultou na antecipação do amadurecimento dos cachos e, por isso, a safra 2015 iniciou com cerca de duas semanas de antecedência e deverá repetir o volume de 2014, quando foram colhidos 606,8 milhões de quilos de uva para processamento no RS.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here