Uma pesquisa da Universidade Alberta, do Canadá tem feito a alegria dos aprecediadores de vinho pelo mundo. O estudo revela que uma taça de vinho tinto tem efeitos equivalentes no corpo ao que se obtêm quando se faz atividade física. Foi identificado que a bebida contém uma substância chamada resveratrol, que pode nos oferecer benefícios similares ao que uma hora de atividade física nos oferece, seja na academia ou ao ar livre.

Um dos autores da pesquisa, Jason Dyck, indicou que a medida certa é uma taça com o jantar. Segundo ele, devemos ampliar o consumo de tintos, pois “faz bem para a saúde e podemos pular o exercício físico”. Por outro lado, os cientistas advertem que só “conta” o vinho tinto, e que a ingestão não deveria ser feita todos os dias, mas sim a cada 48 horas, ou seja, um jantar sim, outro não.

+ 19 erros imperdoáveis na arte de beber vinho

Por isso, você já sabe, não adianta correr para comprar litros de vinho no supermercado pensando que com eles poderá parar de praticar exercícios. Por exemplo, você pode tomar vinho às segundas, quartas, sextas e domingos, e se exercitar às terças, quintas e sábados. Ou vice-versa. Já terá benefícios. E, claro, é um grande ganho não ter que praticar esportes seis vezes na semana!

Mas atenção: se você beber mais de uma taça por dia, repetir o procedimento todos os dias ou continuar mantendo uma vida sedentária, infelizmente esta “mágica” não fará efeito.

+ 19 vinhos malbec argentinos que vale a pena conhecer

Beber uma taça de vinho por dia é bom para o coração. Isso era o que se sabia até o momento. Mas agora temos que somar outros aspectos à lista. Com esta bebida podemos:

Melhorar o rendimento físico
Ter mais força muscular
Regular a circulação do sangue até o coração

Mas isso, de forma alguma, pode servir de desculpa para abandonar o exercício físico e ficar com o happy hour. A polêmica descoberta dos canadenses deve beneficiar principalmente pessoas com alguma deficiência física, já que, segundo Dick, o resveratrol pode simular um exercício ou potencializar os benefícios de alguma atividade que a pessoa com restrição física faça. Se esse não é o seu caso, o jeito é beber uma tacinha, mas não deixar de malhar, em hipótese alguma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here