salão restaurante

Para ajudar os empresários na retomada das operações fechadas pela pandemia do coronavírus a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) elaborou uma cartilha explicando tudo o que deve ser levado em consideração na volta do atendimento ao público.

Em muitas cidades do Rio Grande do Sul bares e restaurantes estão liberados a reabrir as portas, mas seguindo regras mais rígidas, como uma capacidade menor de atendimento e atenção maior à higiene.

Para o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, num momento em que alguns municípios e estados já começam a retomar as atividades e outros se programam para fazê-lo nos próximos dias, os bares e restaurantes precisam estar munidos de informações confiáveis sobre quais procedimentos seguir. “Um fator essencial nesse processo de reabertura é que haja confiança da equipe e dos clientes de que aquele estabelecimento está preparado e seguindo as orientações de higiene e saúde. Por isso, preparamos essa cartilha, para auxiliar e proteger esses negócios nesse momento, para que possamos, com segurança e responsabilidade, voltar gradualmente às nossas atividades”, resume.

Recomendações
Veja algumas das recomendações da cartilha da Abrasel:
Salão 
  • Diminua a capacidade de público do estabelecimento, de modo que seja possível uma separação mínima de 1m (um metro) entre as cadeiras ou 2m (dois metros) entre as mesas.
  • Promova o distanciamento de 1m entre pessoas nas filas na entrada ou para o pagamento. Você pode, pode exemplo, fazer marcações no chão com essa distância. Estabelecer o distanciamento também vale para o pessoal da cozinha e, se possível, divida em turnos.
  • Disponibilize álcool em gel 70% para os clientes, na entrada e em pontos estratégicos do estabelecimento.
  • As lixeiras devem ser providas de tampa e pedal, nunca com acionamento manual – e precisam ser mantidas higienizadas diariamente.
  • Realize o controle de entrada e saída dos clientes a fim de evitar aglomerações.
Pagamento
  • As comandas individuais em cartão devem ser higienizadas a cada uso.
  • Instale uma barreira de acrílico no caixa, se possível.
  • Cubra a maquininha com filme plástico, para facilitar a higienização após o uso.
  • Demarque no chão as posições da fila para pagamento, estabelecendo o mínimo de 1m entre as pessoas.
  • Coloque um dispenser com álcool em gel no caixa para clientes.
Cozinha
  • Os colaboradores devem vestir o uniforme somente no local de trabalho. Uniformes, EPIs e máscaras não devem ser compartilhados.
  • O colaborador deve ser afastado em caso de constatação ou suspeita de que tenha contraído uma enfermidade ou problema de saúde.
  • Faça reuniões de alinhamento todo dia.
  • Mantenha atenção redobrada no contato entre motoristas de fornecedores e funcionários do restaurante durante o recebimento de mercadorias, garantindo o afastamento. Tenha também atenção no contato com os entregadores no delivery.
Buffet
No Rio Grande do Sul os restaurantes por quilo estão proibidos de funcionar, mas Solmucci esclarece que é possível trabalhar neste formato adotando o serviço de rotisseria, sem que o cliente se sirva diretamente.
  • Tenha colaboradores para servir os clientes, equipados com luvas e máscara. Como opção, você pode disponibilizar luvas de plástico descartáveis na entrada do bufê, para que os clientes se sirvam.
  • Coloque um dispenser com álcool em gel 70% na entrada do bufê.
  • Os alimentos no bufê devem ser cobertos com protetores salivares com fechamentos laterais e frontal.
  • Ofereça talheres higienizados em embalagens individuais (ou talheres descartáveis), além de manter os pratos, copos e demais utensílios protegidos.
  • Na fila, faça marcações no chão com a distância de 1m entre as pessoas.
  • Disponha os temperos em sachês. Repense o cardápio para a nova situação.
Já conhece nosso Instagram? Então Clique Aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here