Caramelo de Amêndoas. (Lisa Roos)

Da confeitaria a indústria de alimentos funcionais. Depois de 10 anos à frente da Maria Bolachinha, a chef Biba Retamozo lançou a ‘Hy Organic Food’, uma fábrica de produtos free from e clean label que chegou ao mercado no fina do ano passado.  A jornalista, especializada em padaria e confeitaria, afirma que os alimentos (doces) são diferentes na composição e tem receitas próprias que agregam valor a marca e tem o sabor como principal diferencial.

A linha, que vai de trufas, brownies, entre outros doces clássicos até doces no pote, com destaque para o ‘leite condensado vegano’ – feito com caramelo de amêndoas e açúcar de coco. Em versões para take away e porções individuais, os produtos são uma novidade a ser explorada por mercados, empórios e lojas de produtos naturais.

trufas hy organic
Trufas. (Foto: Lisa Hoos)

Com sede em Porto Alegre, a Hy Organic Food surge ambiciosa em uma expansão dentro e até mesmo fora do território nacional. O Brasil é o 4º colocado em consumo de alimentos saudáveis no ranking global e movimenta US$ 35 bilhões por ano, de acordo com pesquisa realizada pela Euromonitor. Segundo a agência internacional de pesquisa de mercado, nos últimos cinco anos, o crescimento do setor de alimentos e bebidas saudáveis foi, em média, de 12,3% ao ano e em 2019, a previsão é que o segmento cresça ainda mais e atinja 50%, movimentando R$ 110 milhões.

“Não tem crise quando a gente precisa se alimentar bem. Empreender em crise é oportunidade. Estamos preparados. Fizemos todos os testes até chegar a um doce com controle na origem dos insumos, obedecendo às normas signatárias e nutricionais nacionais e mundiais e mantendo sabor agradável”, explica Biba.

Meta de lixo zero

A produção não substituiu apenas ingredientes, mas combina sabores e está focada em todos os paladares, intolerantes, alérgicos, fitness e público consumidor em geral. Tudo 100% orgânico e com reaproveitamento dos alimentos, compostagem e meta de “lixo zero”.

“Não sou totalmente intolerante, mas passava mal com doces tradicionais e isso sempre me fez ter essa inquietação com o que era produzido. Com a experiência na confeitaria e as lições com uma sogra pelotense, chegamos ao modelo ideal de unir bons ingredientes com receitas exclusivas e saborosas”, revela Biba.

Perfil da chef
biba retamozo
Biba Retamozo

Biba Retamozo trabalhou como editora de veículos de comunicação no RS, e após dez anos de jornalismo, decidiu estudar para ser cozinheira, padeira e confeiteira. Trocou as letras pelas panelas e desenvolveu técnicas de recheios, bolos, cupcakes, entre outros passando pelo Sebrae-RS, Le Bistrot, Restaurante Constantino e estágio com Carla Pernambuco, em São Paulo.

Em 2009 abriu a Maria Bolachinha – Deliciaria Exclusiva. Com sede em Porto Alegre, a empresa era voltada a diversas frentes do mercado de alimentação, oferecendo catering, mesas de doces, eventos personalizados, delícias artesanais, doces de raiz, coffees, almoços e jantares sociais e empresariais, além de presentes e lembrancinhas comestíveis. Hoje, aposta em um modelo próprio de indústria contra o desperdício e focada no sabor dos doces funcionais. ‘Quando comecei a cozinhar foi tudo uma diversão. Hoje é um trabalho, mas é algo que faço sem sentir que estou trabalhando. Chego a ficar 16 horas em pé sem perceber”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here