Sebrae disponibiliza conteúdos e orienta empreendedores neste momento de decisão

A pandemia do novo coronavírus pegou a maioria dos empresários de surpresa. O fechamento temporário do comércio, o distanciamento social e a quarentena são reflexos de uma rotina que nos acompanhou nos últimos meses. Por conta disto, muitas empresas precisaram adaptar o modelo de negócio, acelerando processos de digitalização ou tendo que se reinventar para manter o faturamento ativo.

O exemplo do O Justo

O Justo, pub que fica nas escadarias do Viaduto Otávio Rocha, em Porto Alegre, chegou a ter uma redução de 95% do movimento nos meses iniciais da pandemia. Para manter o funcionamento da empresa, precisou realizar uma série de adaptações: implementou um sistema de delivery, criou uma newsletter que impulsionou as vendas para os clientes cadastrados, intensificou as publicações nas redes sociais com receitas, fotos e outros conteúdos, e criou um e-commerce, loja virtual por onde comercializa boxes de café da manhã, com opções para jantares ou aquisição dos insumos separadamente e até receitas do cardápio para os clientes replicarem em casa.

“Essas adaptações foram fundamentais para manter o negócio. Só com o delivery o faturamento chegava a 20% do que era antes, com o bar aberto. A vantagem do e-commerce é que eu consigo entregar mais longe, em toda a Porto Alegre e cidades vizinhas. Como é uma compra programada, consigo organizar as entregas, aumentar a minha área e atender clientes que não pediriam antes. Criamos um novo sistema de operação completo. O salão do bar, que era para atender clientes virou nossa linha de produção”, relata Adelino Bilhalva, sócio-proprietário do Justo.

A necessidade de remodelagem da empresa é uma realidade para 16% dos negócios, segundo a Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios na Crise, realizada pelo Sebrae RS de 03 a 16 de agosto. Além disso, 38% dos empresários estão trabalhando com a estrutura adaptada, 18% incorporaram ferramentas digitais e 9% passaram a utilizar delivery e take away.

Sebrae RS cria página dedicada à remodelagem de negócios

Para ajudar os empreendedores a buscar melhores soluções para suas empresas, o Sebrae RS criou uma página em seu portal, totalmente dedicada à remodelagem de negócios. Acesse gratuitamente https://sebraers.com.br/modelodenegocio e tenha à disposição conteúdos, e-books e consultorias que auxiliarão a identificar o nível de maturidade da empresa para agir de acordo com a própria necessidade, sendo assim, mais assertivo na tomada de decisões. A organização também atende aos empreendedores por meio do telefone 0800.570.0800, das 10h às 16h, e no www.sebraers.com.br, via chat. O atendimento presencial segue o mapa do distanciamento controlado do Governo do Estado.

“Esse momento de crise causado pelo coronavírus não permitiu que os empresários tivessem tempo para planejar adaptações em seus negócios. Se ele ainda não fez o ajuste em seu modelo de negócio e não está conseguindo manter as vendas, deverá o quanto antes analisar as possibilidades e colocar em prática”, alerta a analista de relacionamento como cliente do Sebrae RS, Jennifer Silveira.

Confira três dicas na hora de pensar na remodelagem do negócio:
  1. Agilidade. É preciso que o empreendedor tenha agilidade, perceba a situação e já coloque as ideias em prática, sair na frente pode ser um diferencial.
  2. Permitir o erro. Diante do atual cenário o empresário pode se permitir ao novo erro, “pivotar” um modelo de negócio e identificar rapidamente as correções necessárias, para então alavancar a empresa.
  3. Olhar para o mercado. Observar os concorrentes, as mudanças, identificar novos canais de comercialização e comunicação, compreender os protocolos e adaptar-se para continuar ativo. Lembre-se, o cliente não sumiu, ele está em casa!

Já segue o nosso Instagram? Então clique aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here