galpao food hub

Grupo de empresários de gastronomia da Capital se uniu para criar o Galpão Food Hub, que contará com tradicionais restaurantes da cidade. Localizado no bairro Sarandi, o empreendimento com investimento de R$ 2 milhões vai gerar 40 empregos diretos e irá atender inicialmente com delivery, em função da pandemia.

Desde 27 de julho, Porto Alegre contará com um tipo de operação gastronômica inédita no país. O Galpão Food Hub reunirá em um mesmo local, no bairro Sarandi (Rua Engenheiro Sadi Castro, 470), restaurantes já tradicionais na Capital, que atuarão em um sistema colaborativo. O projeto surgiu a partir da união de empresários dos restaurantes Usina de Massas, Tokyo Sushi Lounge, Tartoni Ristorante, Usina do Pastel, Fornellone e Gambrinus (estes dois últimos irão operar com outras marcas), em discussões sobre como inovar no segmento e enfrentar a crise gerada pela pandemia.

Inicialmente apenas delivery

Inicialmente, o atendimento será somente via delivery, pelos canais de pedidos online de cada estabelecimento e do Galpão Food Hub, além das plataformas Ifood, Rappi e Uber Eats. Em até 30 dias deve passar a operar no modelo takeaway e mais adiante, quando for possível, poderá receber o público para consumo local, com ações de entretenimento. A expectativa é de 500 entregas por dia, com faturamento médio de R$ 100 mil por mês, por operação. O novo negócio irá gerar em torno de 40 vagas de emprego diretos e investimento de R$ 2 milhões.

“Dono de restaurante acha que dono de outro restaurante é concorrente. Entendemos que somos parceiros. O grupo é formado por empresários e negócios de diferentes perfis, mas homogêneo com relação à visão estratégica”, explica Áureo Martinez, sócio da Usina de Massas, sobre a iniciativa. A ideia surgiu em discussões que surgiram em fóruns sobre gastronomia e gestão, promovidos pelo Sebrae e pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) – entidade em que os empresários são conselheiros.

Conceito inédito do Galpão Food Hub

Conforme Martinez, este é um conceito inédito no Brasil, pois a mobilização partiu dos próprios empresários do ramo da gastronomia e não de um investidor externo. O projeto permite que cada empresário possa operar com até três operações diferentes, ou seja, além da sua marca original, poderá implantar outras duas no mesmo local, utilizando o sistema de entregas e estrutura. A escolha da região para implantação do Galpão se deu por uma razão estratégica: “queríamos sair da região central, para não interferir na área de entrega da maioria das operações de base de cada um e também porque avaliamos dados e a Zona Norte segunda maior área de demanda de delivery em Porto Alegre – fica atrás apenas do centro”, conta Martinez.

Já segue o nosso Instagram? Então clique aqui!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here