Imagem: pixabay

Os aplicativos de pedido de comida movimentam cada vez mais o mercado do delivery no Brasil. O segmento vem chamando a atenção pelo alto índice de crescimento, graças à tecnologia dos smartphones e a popularização da internet.

No Distrito Federal, uma pesquisa recente do aplicativo PedidosJá apontou que, no primeiro semestre de 2016, houve um aumento de 52% nos pedidos de comida. Foram analisados 10 mil pedidos em 250 restaurantes brasilienses, entre os meses de janeiro de junho passados.

Aplicativos que oferecem esse tipo de serviço na internet estão entre os mais baixados pelos usuários em seus aparelhos móveis. De fato, pois pedir comida em casa, ou no local de trabalho, vem de encontro à rotina corrida do dia a dia e é a melhor alternativa para quem não quer ir para a cozinha, ou não tem tempo de organizar suas refeições.

Mas não foi só o modo de pedir comida que evoluiu. Na era da informação acessível e imediata, os consumidores estão ficando cada vez mais exigentes e observadores. Notícias e artigos sobre a relação dos alimentos com a qualidade de vida podem ser encontrados aos milhares.Prova disso é a preocupação em consumir refeições nutritivas e que ajudam as pessoas a manter uma boa saúde.

Existe hoje uma infinidade de restaurantes com conceito ‘saudável’. Cardápios atendem os desejos dos clientes vegetarianos, outros que buscam alimentos sem glúten e sem lactose, os que seguem a filosofia vegana, e por aí afora. Para se ter uma ideia, analisando ainda os dados da pesquisa do PedidosJá sobre o delivery na Capital Federal, os sanduíches naturais e wraps apareceram como o segundo pedido mais popular no aplicativo.

A divulgação desse tipo de notícia no nosso país é importante, pois atrai consumidores e investidores. Consequentemente, o número de negócios voltados ao setor tende a crescer. Para o consumidor, com o aumento da oferta, a qualidade é cada vez maior.

Para os empreendedores existem muitas vantagens em abrir um restaurante que trabalhe com sistema delivery: o estabelecimento pode ser montado em um ponto menos caro, pois não depende de grande circulação pública; o número de funcionários pode ser bem menor; as instalações mais enxutas e simples; entre outras.

Imagem: Pixabay

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here