Quasadilhas fazem sucesso entre os clientes. Foto: Sabina Fuhr

Por Igor Amaral –

Novo Hamburgo é Capital Nacional do Calçado. Ok, todo mundo sabe disso. Mas nem só de calçados se vive por aqui, a gastronomia dessa cidade é muito peculiar e surpreendente. Quem não mora aqui pode até pensar que, pela fato de o Vale dos Sinos ter sido colonizado por alemães, se come só cuca, linguiça e chucrute por essas bandas. Não é verdade! A cidade, que respira um pouco de capital e um pouco da serra, reúne uma diversidade enorme de culturas e elas desembocam, claro, em comida. Afinal, esse é um dos mais marcantes traços culturais.

Há na cidade vários estabelecimentos que genuinamente carregam bandeiras das mais diversas etnias: franceses, italianos, orientais e o mexicano.

Nachos fresquinhos. Foto: Sabina Fuhr
Nachos fresquinhos. (Foto: Sabina Fuhr)

Sim, um mexicano! O Olé Mexicano é um restaurante que mistura o Brasil e o México, não só na gastronomia, mas também no câmbio cultural, há danças típicas, vestimentas, os sombreros e muita história bacana.

Sempre que pensamos em comida mexicana, surge aquele medinho das famosas pimentas, mas isso não é problema no Olé. Lá, eles, em respeito ao paladar local, que não tem o hábito de consumir comidas tão apimentadas, a servem separadamente. As bebidas típicas também fazem o maior sucesso.

O restaurante oferece almoço e jantar de segunda a sábado, com bufê ao meio-dia; à noite os clientes podem fazer os pedidos à la carte. Também à noite, o cliente pode optar pelo Festival Mexicano traz os tradicionais tacos, burritos e quesadilhas servidos à mesa.

Cardápio estilizado com imagens mexicanas. Foto: Sabina Furh
Cardápio estilizado com imagens mexicanas. (Foto: Sabina Fuhr)

O local oferece uma programação cultural durante as noites, de terça a sábado. Nas terças, é o dia da música latina. Nas quartas e nas quintas é a Noche de Las Chicas, com apresentação de dança e distribuição de Mojitos para as mulheres. Nas noites de sextas e sábados, há música típica ao vivo.

Burritos de Chorizon. Foto: Sabina Fuhr
Burritos de Chorizon. (Foto: Sabina Fuhr)

Nossa experiência:

O que comer? Burritos, quesadilhas, nachos, alambres, tacos; além de pratos especiais como: El gaúcho, Los Carritos e Cielito Lindo. Para a sobremesa, churros.

Olé Mexicano ainda oferece uma cerveja exclusiva. Foto: Sabina Fuhr
Olé Mexicano ainda oferece uma cerveja exclusiva fabricada pela cervejaria Hunsrück, de Dois Irmãos. (Foto: Sabina Fuhr)

Imperdível: Os nachos são sempre fresquinhos, o burritos de macha, que vem carne desfiada e cebola caramelizada, são imperdíveis; e o churros é delicioso.

Decoração do local é uma atração particular. (Foto: Sabina Fuhr)
Decoração do local é uma atração particular. Foto: Sabina Fuhr

Ideal para: Conhecer um pouco mais da da gastronomia mexicana, um happy hour com os amigos e comer bem, sem desculpas. Para as mulheres, nas quartas e quintas tem rodadas de mojitos grátis. Quase todos os pratos servem duas pessoas, então da para experimentar muitas delícias sem gastar muito.

Os amados churros. Fotos: Sabina Fuhr
Os amados churros do Chaves. (Fotos: Sabina Fuhr)

Diferencial: O ambiente traz elementos culturais, os garçons vestido com roupas típicas. É uma festa!

Gente! Esse churros merece mais uma fotinho. Foto: Sabina Furh
Gente! Esse churros merece mais uma fotinho. (Foto: Sabina Fuhr)

Valores: O festival mexicano custa R$57 para as mulheres e R$59 para os homens. Os demais pratos variam entre R$27 e R$45.

Novo Hamburgo/RS
Rua: Silveira Martins, 7110- Centro
Fone: 3036-2036
olemexicano.com.br/



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here