COMPARTILHE

Ele comeu o primeiro hambúrguer somente aos 13 anos. E foi amor à primeira mordida. Morador de uma cidade do interior do Paraná, Prudentópolis, que fica a 214 quilômetros de Curtiriba, Junior Durski experimentou um X-Salada na rodoviária de Ponto Grossa. Ele não sabia, mas esse prato mudaria a sua história.
Hoje, Durski é proprietário da rede Madero, que conta com mais de 50 casas espalhadas em vários estados do Brasil. Dividindo seu tempo entre empresário, chef, pai e marido, Durski bate um papo sobre sua carreira e preferências na cozinha.

Quando e por que você decidiu ser chef?
Sempre tive uma relação com a cozinha. Na minha terra natal – Prudentópolis (PR) – minha família sempre foi conhecida pela mesa farta e de boa comida, principalmente pelo talento de minha mãe, minha maior inspiração. Quando me mudei para Rondônia, em 1984 para trabalhar no setor madeireiro, fui obrigado a me virar na cozinha para comer bem. Primeiro na churrasqueira, depois no fogão. Cozinhava para os amigos, conhecidos e para quem aparecesse. Comecei a cozinhar sozinho com as receitas das minhas avós e da minha mãe.

+ Caçador de Sabores: O Completo restaurante Madero

O que era para ser uma passagem por Rondônia, durou 15 anos. Minhas filhas estavam crescendo e voltei para Curitiba – continuei trabalhando com madeira como trader, mas não abandonei o gosto pela cozinha. Em 1999, abri meu primeiro restaurante, o Durski, para servir as receitas da família, de origem ucraniana e polonesa. Foi uma aventura. Nunca tinha tido experiência na área. E a partir daí me dediquei cada vez mais à gastronomia.

Quais chefs te inspiram?
Minha mãe sempre foi e continua sendo minha grande inspiração na cozinha. Ela é uma chef de mão cheia! Suas receitas influenciaram minha formação e os pratos que servimos.

Quais são as suas influências na gastronomia?
Minhas influências vêm muito da minha família, de origem Eslava, e também da comida servida no sul do Brasil – principalmente o churrasco!

Qual ingrediente não pode faltar na sua cozinha?
Cebola! A cebola nunca pode faltar!

E aquele que não entra de jeito nenhum?
Aditivos químicos e conservantes não devem entrar nunca na cozinha. Realmente acredito nisso e levo para todos meus restaurantes. Quase tudo que servimos é feito no Madero e nossas receitas são livres de qualquer tipo de conservantes ou corantes. Temos o cuidado de oferecer um alimento que seja sempre muito saudável, sem abrir mão do sabor diferenciado das receitas artesanais que trouxe de família.

Que restaurante frequenta quando está de folga?
Não abro mão de ir no meu próprio restaurante, o Madero Prime, e de comer o pastel do Tadashi, vendido nas feiras livres aqui em Curitiba.

Na Cozinha, qual o principal erro que não se pode cometer?O excesso. Quando se trata de cozinha, sempre acreditei que menos é mais. Então, qualquer coisa em excesso pode estragar um prato, a refeição, o ambiente, tudo.

Para você, o que é tendência em gastronomia atualmente?Acredito que seja cada vez mais a comfort food – uma comida boa, de casa. Esse tipo de comida, que mexe com a memória da gente, saudável, com preço razoável e servida em um ambiente gostoso. E é isso que busco oferecer em meus restaurantes.

Uma harmonização perfeita?
Foie Gras com vinho da região de Sauternes.

Quais os planos para o futuro?
Continuar crescendo e expandindo o Madero com cada vez mais qualidade. Temos a previsão de inaugurar mais 14 restaurantes neste ano.

Se você soubesse que morreria hoje, qual seria a última refeição?
Com certeza seria uma boa carne acompanhado do melhor vinho do mundo.

Madero Porto Alegre
Av. João Wallig, 1800 – Passo d’Areia

Shopping Iguatemi

Fone:(51) 3016-7810
www.restaurantemadero.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here